Anúncio publicitário

Compartilhe

WhatsApp
Facebook
Telegram

​1000 dias: maior ciclo de desenvolvimento econômico da história de Vila Velha

Vila Velha tem experimentado uma verdadeira transformação nos últimos três anos. Ao assumir o comando da cidade, a atual gestão implementou um ambicioso plano de ações para fomentar o desenvolvimento econômico, a geração de emprego e renda e, ainda, incrementar a arrecadação tributária.

Vila Velha tem experimentado uma verdadeira transformação nos últimos três anos. Ao assumir o comando da cidade, a atual gestão implementou um ambicioso plano de ações para fomentar o desenvolvimento econômico, a geração de emprego e renda e, ainda, incrementar a arrecadação tributária.

Uma das primeiras iniciativas da Secretaria de Desenvolvimento foi a abertura de um canal de diálogo contínuo com o setor produtivo, que culminou na criação do Conselho Municipal de Desenvolvimento Econômico (Comdec), que desempenha um papel fundamental na formulação de políticas públicas voltadas para o crescimento econômico sustentável.

O Comdec, fórum qualificado de debates e decisões, é composto por representantes governamentais e de entidades privadas, como a Associação Capixaba de Supermercados, Associação dos Empresários de Vila Velha, Federação das Indústrias do Espírito Santo, Movimento Espírito Santo em Ação, Instituto Jones dos Santos Neves, Sebrae, Autoglass, Assevila, Vports, Vila Porto, UVV, várias entidades sindicais e empresas.

Cidade Empreendedora

Já no primeiro mês de administração, Vila Velha se tornou a primeira cidade do Espírito Santo a aderir ao Programa Cidade Empreendedora, do Sebrae-ES. Um diagnóstico inicial realizado pelo programa revelou uma pontuação de 4,8, na metodologia do programa. E depois disso, a cidade rapidamente cumpriu as medidas propostas, o que resultou em uma impressionante classificação de 9,6 pontos na última avaliação. Isso representa um aumento de 100% em uma escala onde a nota máxima é 10.

O município também fez avanços significativos na desburocratização e na simplificação de procedimentos empresariais. A atualização da Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas e a criação da Lei de Liberdade Econômica reduziram barreiras para a abertura de empresas e proporcionaram maior segurança jurídica aos empreendedores.

Além disso, foram atualizados códigos relacionados à Saúde, Posturas, Tributação e Meio Ambiente. A criação do Ecossistema Municipal de Inovação também trouxe instituições públicas e privadas, para colaborarem na promoção da inovação, incluindo a revisão do Marco Legal da Inovação.

Na área de compras públicas, Vila Velha adotou medidas que beneficiam especialmente micro e pequenas empresas, abrindo portas para que produtores rurais locais pudessem vender seus produtos para as escolas públicas municipais, através do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

O foco do desenvolvimento econômico canela-verde abrange ações estruturantes e metas de curto, médio e longo prazos. A resolução de um impasse jurídico de mais de 20 anos na estruturação do Polo Empresarial de Novo México é um exemplo deste notável progresso alcançado pela atual gestão municipal.

A cidade também celebrou a criação de mais de 13 mil novos postos de trabalho, tornando-se o município com a maior taxa de crescimento e geração de empregos no Estado em 2021/2022. E entre 2021 e 2023, Vila Velha viabilizou a abertura de 3.764 novas empresas, alcançando o melhor desempenho entre os municípios capixabas. Pela primeira vez em sua história, a Prefeitura investe mais de R$ 1,5 bilhão, com recursos próprios, em uma única gestão.

Já em 2022, a cidade liderou a liberação de crédito no Espírito Santo, por meio do programa NossoCrédito, que impulsionou o retorno dos grandes investimentos do setor privado: investimentos consideráveis que hoje já totalizam R$ 6,5 bilhões, abrangendo a Fábrica da Garoto, o complexo portuário, os setores de logística e de distribuição de combustíveis, a construção civil e o mercado imobiliário, além do comércio atacadista.

Além disso, parcerias com a Fundação Dom Cabral estão em andamento, para tornar realidade o programa Vila Velha Ágil, que simplifica o processo de aprovação de projetos e licenciamentos, e o Plano de Desenvolvimento Econômico Vila Velha 500 Anos, que orienta o planejamento de médio e longo prazos, envolvendo agentes públicos, privados e a população em geral.

Em resumo, Vila Velha tem experimentado uma transformação marcante, evoluindo de uma cidade que costumava ser apenas um dormitório, para um centro urbano moderno e em franco crescimento. Com passos firmes em direção a um futuro promissor, a cidade se ergue como maior referência do desenvolvimento capixaba.

2023 © ES Post. Todos os Direitos Reservados.