Anúncio publicitário

Compartilhe

WhatsApp
Facebook
Telegram

Ales participa da Semana Rumo ao Lixo Zero

A Assembleia Legislativa participa, nesta terça-feira (24), da Semana Rumo ao Lixo Zero, que objetiva conscientizar a sociedade sobre a correta separação e destinação dos resíduos. Servidores da Ales, incluindo os que atuam no setor de limpeza, participam, às 10 e às 15 horas, no Auditório Augusto Ruschi, de bate-papo com a publicitária Marília Debanné, que coordena o programa Rumo ao Lixo Zero no Instituto Movive. 

A Assembleia Legislativa participa, nesta terça-feira (24), da Semana Rumo ao Lixo Zero, que objetiva conscientizar a sociedade sobre a correta separação e destinação dos resíduos. Servidores da Ales, incluindo os que atuam no setor de limpeza, participam, às 10 e às 15 horas, no Auditório Augusto Ruschi, de bate-papo com a publicitária Marília Debanné, que coordena o programa Rumo ao Lixo Zero no Instituto Movive.

Quem transitar na Ales nesta terça poderá ver, no Pilotis da Casa, maquete feita por voluntários da Associação de Moradores da Barra do Jucu e exibida no bairro de Vila Velha, no último sábado (21). Segundo Marília Debanné, o objetivo é orientar a separação e destinação correta em três frações: resíduo seco, resíduo orgânico e rejeito – o único que deveria ir para o aterro sanitário.

“A maquete reforça que não podemos mais pagar para enterrar materiais recicláveis secos e orgânicos e que o resíduo orgânico enterrado nos aterros sanitários gera gás metano e chorume. A ideia também é estimular a comunidade a colaborar de alguma forma com o programa Rumo ao Lixo Zero”, afirma Marília. Para isso, a maquete mostra como tratamos hoje o lixo e, de outro lado, aborda a cultura do cuidado com os resíduos que descartamos diariamente.

Conscientizar para mudar

Em 2022, o Brasil produziu 81,8 milhões de toneladas de lixo nas áreas urbanas, o que representa 224 mil toneladas por dia. Toda essa grande quantidade de resíduos vai para aterros sanitários e incineradores, causando despesas para o poder público, poluição, doenças e degradação ambiental.

Com o objetivo de construir soluções possíveis para esse problema, o Instituto Lixo Zero Brasil, em parceria com entidades estaduais, está realizando em todo o país, ações de conscientização junto à comunidade. No Espírito Santo, a programação começou na última sexta (20) e vai até o dia 28 de outubro. A iniciativa é Lixo Zero Capixaba, com apoio do Instituto Movive.

A maioria das atividades acontece, sobretudo em Vila Velha, que aprovou, no ano passado, lei instituindo a Semana Municipal do Lixo Zero, a ser celebrada toda última semana de outubro, com o objetivo de estimular o consumo consciente, fomentar a economia local e a inclusão social. As ações envolvem iniciativas das comunidades, motivadas pelo Instituto Movive e outros parceiros, e visam sensibilizar e conscientizar moradores e comerciantes localizados próximos ao Sítio Histórico da Prainha e da Barra do Jucu.

Nesta terça (24), das 16 às 18 horas, quem quiser receber informações sobre como separar e descartar corretamente seu lixo, poderá levar seus resíduos a um destes locais em Vila Velha: pracinha Duque de Caxias; em frente aos Correios; e na esquina da rua Dom Jorge com a Luciano das Neves (em frente à Delegacia da Mulher).

Na quarta (25), às 18 horas, no Polo UAB na Prainha, haverá um debate com líderes comunitários e moradores da Prainha sobre a importância da separação e descarte correto do lixo a fim de organizar parcerias e ampliar a ação na comunidade.

Notícias Recentes

Anúncio publicitário

2023 © ES Post. Todos os Direitos Reservados.