Anúncio publicitário

Compartilhe

WhatsApp
Facebook
Telegram

Autorização Eletrônica de Doação de Órgãos (AEDO) já está disponível no Brasil

Desde a última terça-feira (02), aqueles que desejam ser doadores de órgãos podem formalizar sua vontade de maneira rápida e gratuita através da Autorização Eletrônica de Doação de Órgãos (AEDO). Este documento oficial, totalmente digital, pode ser obtido pelo site ou aplicativo do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

A AEDO, disponível em todos os 8.344 cartórios de notas do país, é uma iniciativa conjunta do CNJ e do Colégio Notarial do Brasil – Conselho Federal (CNB/CF), que visa simplificar e tornar mais acessível o processo de doação de órgãos. Atualmente, mais de 42 mil brasileiros aguardam na fila de transplantes, incluindo 500 crianças.

Embora a autorização para doação em caso de morte encefálica ainda precise ser concedida pela família do paciente, a manifestação da vontade agora será registrada em uma base de dados acessível aos profissionais de saúde. Isso permitirá que, no momento do óbito, eles apresentem à família a expressão de desejo da pessoa falecida.

Para registrar a vontade de doar, basta preencher um formulário online no site da AEDO, passar por uma videoconferência com o tabelião para verificar a identidade e coletar a manifestação de vontade, e, após a confirmação, assinar digitalmente o documento, que ficará disponível para consulta pelos responsáveis do Sistema Nacional de Transplantes.

É importante ressaltar que o indivíduo tem o direito de escolher quais órgãos deseja doar, podendo optar por medula, intestino, rim, pulmão, fígado, córnea, coração ou todos os órgãos disponíveis para doação.

A plataforma está acessível 24 horas por dia, 7 dias por semana, e pode ser utilizada a partir de qualquer dispositivo com acesso à internet.

Notícias Recentes

Anúncio publicitário

2023 © ES Post. Todos os Direitos Reservados.