Anúncio publicitário

Compartilhe

WhatsApp
Facebook
Telegram

Casal une forças para deixar de fumar na Serra

A próxima terça-feira (29) é o Dia Nacional de Combate ao Fumo, e chama atenção nesta data o esforço de um casal de moradores da Serra que decidiu parar de fumar. Os dois procuraram a Unidade Regional de Saúde de Serra Sede para participar juntos do Programa de Controle do Tabagismo juntos, oferecido pela Secretaria de Saúde da Serra (Sesa). O dinheiro antes investido no vício, agora é poupado pela família.

 

A próxima terça-feira (29) é o Dia Nacional de Combate ao Fumo, e chama atenção nesta data o esforço de um casal de moradores da Serra que decidiu parar de fumar. Os dois procuraram a Unidade Regional de Saúde de Serra Sede para participar juntos do Programa de Controle do Tabagismo juntos, oferecido pela Secretaria de Saúde da Serra (Sesa). O dinheiro antes investido no vício, agora é poupado pela família.

O vigilante Roger de Oliveira Cercondes, 48 anos, e a dona de casa Genilda Soprani Cercondes, 50, moram em Palmeiras e participam do programa desde julho. A iniciativa foi dela, mas ele seguiu a companheira. Hoje, não fumam mais com a ajuda do tratamento.

“O meu desejo é estar livre do tabagismo, isso só tem a agregar na minha vida. Um fato que nos levou a parar foi a questão da saúde, e o outro foi o dinheiro, mas o mais primordial de tudo foi nossa filha, já que a gente fumava em casa”, comentou Roger.

Sobre a economia, o vigilante afirma que colocar na ponta do lápis o dinheiro que antes era gasto com o tabagismo ajudou. “Estamos fazendo uma caixinha com o que gastávamos com cigarro, depositamos em uma conta. Imagino o que eu poderia já ter economizado ao longo da vida”, reflete Roger.

De acordo com ele, hoje o casal tem uma bicicleta ergométrica em casa e melhor relacionamento com a filha. “Hoje tenho ânimo, não fico procrastinando, não tenho mais a resistência do cigarro”, disse.

Problemas de saúde

Já a dona de casa, Maria Lourdes de Figueiredo, 56 anos, iniciou o hábito de fumar aos 15 anos. Segundo ela, foi internada duas vezes por problemas causados pelo cigarro.

“Comecei a querer parar de fumar em novembro do ano passado, quando passei mal e fiquei internada sete dias. Depois de um tempo, precisei ser intubada, fiquei 24 dias internada. Não tenho escolha, realmente tenho que parar”, confessou.

Ela, que já tentou parar de fumar sem ajuda e possui outros fumantes na família, acredita que ajuda participar de um grupo com outras pessoas que passam pelo mesmo problema.

“Participar do grupo é mito bom, a gente aprende e também ensina. A equipe do posto é muito atenciosa, explicam direitinho. E também têm as pessoas do grupo, cada um conta sua história e aprendemos juntos a controlar nossa vontade”, explica.

Sobre o programa 

A Secretaria de Saúde da Serra oferece tratamento contra o tabagimo. O atendimento é ofertado no município desde 2008. Somente no ano passsado, 200 pessoas recorreram ao Programa de Controle do Tabagismo, que formou 20 grupos.

O tratamento conta com equipe multidisciplinar composta por médicos, enfermeiros, farmacêuticos, psicólogos, assistentes sociais e nutricionistas. Após o acolhimento da equipe de saúde, ele é submetido a testes para avaliar seu grau de dependência. Após a avaliação, é realizada uma triagem para o tipo de atendimento, que pode ser em grupo ou  individualizado.

Serviço

Locais de funcionamento: nas Unidades Regionais de Saúde (Boa Vista, Feu Rosa, Novo Horizonte, Jacaraípe, Serra Dourada e Serra Sede), e também nas Unidades Básicas de Saúde de Nova Almeida, São Marcos e Cidade Continental.

Acesso: o interessado deve se dirigir à unidade de saúde de sua referência, ou seja, que atenda seu bairro. É importante levar cartão do SUS, comprovante de residência e documento com foto.

2023 © ES Post. Todos os Direitos Reservados.