Anúncio publicitário

Compartilhe

WhatsApp
Facebook
Telegram

Curso remoto Relações Étnico-Raciais no Brasil acontece dias 27/11 e 4, 11 e 13/12

A Escola da Magistratura do Espírito Santo (Emes) promove o curso Relações Étnico-Raciais no Brasil: História, Conquistas e Desafios, a ser ministrado remotamente pela professora e pesquisadora Amanda Palomo Alves, que é doutora em História Social e mestre em Relações Étnico-Raciais. A formação acontece em 27/11, 4/12, 11/12 e 13/12, das 8h30 às 11h30, por meio de videoconferência com transmissão ao vivo em plataforma eletrônica de acesso gratuito, para integrantes do Poder Judiciário do Espírito Santo (PJES).

A Escola da Magistratura do Espírito Santo (Emes) promove o curso Relações Étnico-Raciais no Brasil: História, Conquistas e Desafios, a ser ministrado remotamente pela professora e pesquisadora Amanda Palomo Alves, que é doutora em História Social e mestre em Relações Étnico-Raciais. A formação acontece em 27/11, 4/12, 11/12 e 13/12, das 8h30 às 11h30, por meio de videoconferência com transmissão ao vivo em plataforma eletrônica de acesso gratuito, para integrantes do Poder Judiciário do Espírito Santo (PJES).

O Brasil tem sua história marcada por quase quatro séculos de escravidão, em que a falta de condições básicas de amparo à população africana e afrodescendente no período pós-abolição, associada à existência de políticas excludentes desde o início do período republicano, intensificaram as desigualdades sociais e as condições de vulnerabilidade daí derivadas.

Assim, apesar dos avanços presentes na legislação brasileira nos últimos anos, pode ser observada uma sub-representação de negras e negros nas esferas mais representativas de poder. Dessa forma, a compreensão de que o racismo brasileiro é não só estrutural, mas também sistêmico, torna urgentes novas práticas que balizem a cultura jurídica no país, entre elas, o aprofundamento de temáticas direcionadas às relações étnico-raciais.

Diante disso, o curso objetiva expor conceitos e temas fundamentais para a história das relações raciais no Brasil, de modo a analisar, com criticidade, as diversas epistemologias relacionadas ao debate das questões étnico-raciais em nosso país.

Serão abordados os seguintes tópicos: raça e racismo; escravidão moderna; mito da democracia racial e mestiçagem; racismo estrutural, sistêmico e institucional; mercado de trabalho e desigualdade; necropolítica; resistências e movimentos negros; branquitude e pacto narcísico; memórias silenciadas e invisibilidades; e, por fim, reparação como política de outridade.

A ação atende a preceitos da Resolução TJES 12/2021, que define o Planejamento Estratégico do Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJES) para o período de 2021 a 2026, a partir de diretrizes fixadas pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ); macrodesafio CNJ: aperfeiçoamento da gestão de pessoas e objetivo estratégico TJES: consolidar a valorização de magistradas e magistrados, servidoras e servidores.

As vagas são limitadas, de acordo com a capacidade da plataforma a ser utilizada e das especificidades da metodologia adotada. Inscrição via formulário eletrônico disponível aqui: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSf0be2tmLa8BSRlerSMl0KxqBLSUyLwmsZJVUxlASpH3jwfvA/viewform

2023 © ES Post. Todos os Direitos Reservados.