Anúncio publicitário

Compartilhe

WhatsApp
Facebook
Telegram

Desembargador Samuel Meira brasil júnior será o novo presidente do tribunal de justiça do Espírito Santo

Desembargadoras e desembargadores que compõem o Tribunal Pleno escolheram, em sessão realizada na tarde desta quinta-feira (05/10), o nome do desembargador Samuel Meira Brasil Júnior para assumir a Presidência do Tribunal de Justiça no biênio 2024/2025. O presidente eleito agradeceu a confiança dos colegas pela responsabilidade a ele atribuída e caracterizou a ocasião como um momento ímpar e especial em sua vida.

Desembargadoras e desembargadores que compõem o Tribunal Pleno escolheram, em sessão realizada na tarde desta quinta-feira (05/10), o nome do desembargador Samuel Meira Brasil Júnior para assumir a Presidência do Tribunal de Justiça no biênio 2024/2025. O presidente eleito agradeceu a confiança dos colegas pela responsabilidade a ele atribuída e caracterizou a ocasião como um momento ímpar e especial em sua vida.

“Eminente Presidente, quero dizer da minha profunda alegria e grande honra de receber a confiança dos amigos para conduzir o Tribunal nesse biênio e afiançar publicamente e especialmente para todos os colegas e todos os jurisdicionados que eu envidarei o máximo das minhas forças para que eu possa continuar o trabalho de vossa excelência e também conduzir o Tribunal a um patamar de excelência, ao nível dos membros dessa Corte para que nós possamos prestar a verdadeira justiça e atender a todos os anseios dos jurisdicionados”, expressou o desembargador Samuel Meira Brasil.

Na ocasião, também foram eleitos os demais integrantes da Mesa Diretora, que vai administrar o Poder Judiciário do Espírito Santo no biênio 2024/2025. Assim, nos próximos dois anos, a função de vice-presidente do TJES será exercida pelo desembargador Namyr Carlos de Souza Filho, enquanto o desembargador Willian Silva será o novo corregedor-geral da Justiça e a desembargadora Eliana Junqueira Munhós Ferreira, a nova vice-corregedora da Justiça estadual.

O desembargador Namyr Carlos de Souza também agradeceu o apoio de todo o Tribunal de Justiça em relação à escolha da nova mesa diretora. “Eu me dedicarei ao extremo para honrar, dignificar e elevar o nome desse Egrégio Tribunal de Justiça ao patamar de que sempre foi merecedor e gostaria de contar com o apoio e solidariedade de todos os colegas nesta trajetória para o engrandecimento da Corte, especialmente daqueles que já ocuparam esse cargo de vice-presidente, com vasta experiência, e todos os demais que, certamente, haverão de contribuir para que unidos possamos fazer um Tribunal de Justiça mais forte”, destacou o vice-presidente eleito.

Para o novo corregedor geral da Justiça, a indicação ao cargo pelo Tribunal Pleno vem em um momento especial, quando comemora 35 anos de magistratura, que completará dentro de 3 meses. “Então só tenho a agradecer e, obviamente, prometo aqui cuidar de cumprir o que determina a lei, o regimento interno do Tribunal, no que tange à função de corregedor, e cuidar do funcionamento da justiça de forma preventiva, com ações de orientação, de forma didática e pedagógica, àqueles que são protagonistas da prestação jurisdicional, juízes e servidores, porque quem ganhará com isso é a sociedade, é o povo, e nós estaremos aqui pavimentando um caminho melhor para o acesso à Justiça”, enfatizou o desembargador Willian Silva.

Eleita vice-corregedora geral da Justiça, a desembargadora Eliana Junqueira Munhós Ferreira,  expressou seu apreço e admiração pelo trabalho do novo corregedor geral e saudou a nova direção do Judiciário estadual. “Estarei a postos para substitui-lo à altura da grandeza de sua excelência, desembargador William, farei tudo para honrar essa vice-corregedoria”, destacou.

Já para o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-ES) ficaram definidos os nomes do desembargador Carlos Simões Fonseca para presidente do TRE-ES, e do desembargador Dair José Bregunce de Oliveira como vice-presidente/corregedor.

O desembargador Carlos Simões, que deixa o cargo de corregedor geral da Justiça, salientou que transmitirá a função com muita honra ao desembargador Willian Silva e que a Corregedoria Geral da Justiça estará entregue em excelentes mãos. O novo presidente do TRE-ES também agradeceu aos colegas pela indicação e desejou muito sucesso aos desembargadores Samuel Meira Brasil, Namyr Carlos de Souza e Dair José Bregunce, que o acompanhará na vice-presidente do Tribunal Eleitoral.

O novo vice-presidente do TRE-ES agradeceu pela escolha de seu nome e parabenizou os integrantes da nova mesa diretora, tanto como membro da Corte quanto como jurisdicionado. “Eu quero apenas agradecer a todos pela confiança, pela demonstração de carinho, e dizer que, como de costume, tentarei dar o melhor de mim para exercer a função que me será acometida”, frisou.

Por fim, o decano da Corte, desembargador Pedro Valls Feu Rosa, elogiou a administração conduzida pelo atual presidente do TJES e desejou sucesso ao presidente eleito. “Vossa Excelência (desembargador Fabio Clem), com sabedoria, com arrojo e com coragem conduziu o nosso Tribunal a um novo patamar e colocou-o em uma bifurcação de caminhos, um dos caminhos conduz a continuidade de um processo de melhoramento, de avanço, de modernização, não apenas tecnológica, isso eu considero menos importante, mas em relação ao nível de mentalidade, com consciência do que somos e do que podemos alcançar. O outro caminho nos leva ao falso corporativismo, nos leva à vanguarda do atraso”, disse o decano.

E completou: “Eu quero, na qualidade de membro mais antigo desta casa, manifestar a minha confiança em que o desembargador Samuel Meira Brasil, presidente Samuel Meira Brasil, nos conduzirá por aquele primeiro caminho, que fatalmente elevará esse Tribunal a um dos melhores do Brasil. Eu tenho plena confiança em sua excelência. Os desafios, desembargador Samuel, serão imensos, mas eu dedico a vossa excelência aquele verso de Fernando Pessoa. Valerá a pena? Sim valerá. ‘Tudo vale a pena, se a alma não é pequena’. Boa sorte, desembargador Samuel!”.

O desembargador Fabio Clem, que deixa a Presidência em dezembro, após dois anos de gestão, em 2022 e 2023, agradeceu pelas palavras do decano, bem como pela colaboração e dedicação do desembargador Pedro Valls para com o processo de modernização tecnológica da justiça.

“Sempre serei grato por isso, sem dúvida nenhuma, como grato serei a todos os colegas pelo apoio integral que eu recebi de todos em todas as iniciativas administrativas que nós tomamos, algumas delas nós efetivamos, e outras delas estão tomadas e têm um percurso a ser seguido”, finalizou o presidente do TJES.

 

2023 © ES Post. Todos os Direitos Reservados.