Anúncio publicitário

Compartilhe

WhatsApp
Facebook
Telegram

Dia Internacional da Superdotação: atividades de estudantes em exposição na capital

Protagonismo estudantil e socialização de projetos encantadores. Nesta quinta-feira (10), é celebrado o Dia Internacional da Superdotação e, para marcar a data, a Secretaria Municipal de Educação (Seme) promove uma "Exposição de Trabalhos e Sarau de Estudantes", com início às 15h30, no saguão da sede da pasta, em Itararé.

Protagonismo estudantil e socialização de projetos encantadores. Nesta quinta-feira (10), é celebrado o Dia Internacional da Superdotação e, para marcar a data, a Secretaria Municipal de Educação (Seme) promove uma “Exposição de Trabalhos e Sarau de Estudantes”, com início às 15h30, no saguão da sede da pasta, em Itararé.

Serão realizadas apresentações musicais e exposição de diversos trabalhos desenvolvidos pelos estudantes, momentos em que os próprios terão oportunidade de relatar sua experiência para os servidores da educação, professores e visitantes, sendo os protagonistas do evento.

A rede de ensino de Vitória conta atualmente com 132 estudantes matriculados que apresentam indícios de altas habilidades e/ou superdotação. No projeto de enriquecimento curricular, cada um deles desenvolve algum projeto de acordo com sua aptidão, seja arte, poesia, linguagem, games, dentre outras áreas.

Enriquecimento curricular

Você conhece o atendimento em altas habilidades e/ou superdotacão na Prefeitura Municipal de Vitória?

Primeiro, o estudante é encaminhado pelas unidades de ensino através do relatório descritivo por meio da observação direta da equipe escolar. Depois, a Coordenação da Educação Especial analisa o relatório e o encaminha para a escola referência.

Na rede de Vitória, são seis Emef: Álvaro de Castro Mattos, em Jardim da Penha; Alvimar Silva, em Santo Antônio; Maria José Costa Moraes, em São José; Maria Madalena Domingues de Oliveira, em Jardim Camburi; Padre Anchieta, na Ilha de Santa Maria; e Vercenílio da Silva Pascoal, em Joana D’Arc.

Na escola de referência, a família é convidada para dialogar com o professor especializado, que auxiliará na condução dos projetos de interesse de cada estudante.

O Atendimento Educacional Especializado (AEE) ocorre no contraturno, como uma ação suplementar do currículo escolar. A metodologia é o enriquecimento curricular através de projeto de interesse nas áreas de conhecimento do currículo. Anualmente, é realizada uma mostra dos projetos de enriquecimento dos estudantes que são os protagonistas do processo.

Na Educação Infantil, são observados os sinais de precocidade demonstrados por algumas crianças nos diferentes grupos etários. Neste caso, se os registros de sinais precoces da criança forem demonstrados nos relatórios de avaliação da Educação Infantil até o seu ingresso nas Escolas Municipais de Ensino Fundamental, poderá dar início ao processo de avaliação pedagógica na sala de aula comum e nas salas de recursos de referência.

De acordo com a Política Nacional de Educação Especial são considerados estudantes com altas habilidades/superdotação aqueles que, no contexto escolar, “demonstram potencial elevado em qualquer uma das seguintes áreas, isoladas ou combinadas: intelectual, acadêmica, liderança, psicomotricidade e artes, além de apresentar grande criatividade, envolvimento na aprendizagem e realização de tarefas em áreas de seu interesse”.

2023 © ES Post. Todos os Direitos Reservados.