Anúncio publicitário

Compartilhe

WhatsApp
Facebook
Telegram

Educação: PMV vai pagar bônus por desempenho neste mês

A Prefeitura de Vitória tem uma ótima notícia para os educadores da rede municipal de ensino neste domingo (15), data em que é celebrado o Dia do Professor. Será adiantado para o mês de outubro o pagamento do bônus por desempenho, que equivale ao 14° salário e à metade do 15° salário.

A Prefeitura de Vitória tem uma ótima notícia para os educadores da rede municipal de ensino neste domingo (15), data em que é celebrado o Dia do Professor. Será adiantado para o mês de outubro o pagamento do bônus por desempenho, que equivale ao 14° salário e à metade do 15° salário.

Isso significa que cada professor poderá receber até um salário e meio a mais neste mês, dependendo do desempenho da unidade de ensino em que ele leciona e de seu desempenho individual.

A secretária de Educação de Vitória, Juliana Rohsner, ressalta que a antecipação do pagamento do bônus por desempenho para o mês de outubro é uma forma de reconhecimento e agradecimento ao trabalho de cada professor.

“Sabemos que essa profissão é extremamente significativa para a transformação da sociedade e nós estamos trabalhando muito para garantir as condições necessárias para que todos os professores e professoras possam desempenhar bem suas atribuições”, disse a secretária.

Como é calculado

Anualmente, a Secretaria Municipal de Educação de Vitória fixa os índices de produtividade que precisam ser cumpridos tanto pelas unidades de ensino quanto pelos servidores para efetivação do bônus.

No coletivo, vale o Índice de Merecimento da Unidade de Ensino (IMU), que é composto pelo Indicador de Resultado da Escola (IRE), calculado a partir da média das notas obtidas no Programa de Avaliação da Educação Básica do Espírito Santo (Paebes), junto com o Indicador de Desenvolvimento das Escolas Municipais (IDEM). O contexto de vulnerabilidade social do território em que a unidade de ensino está inserida também é levado em consideração.

Com relação aos servidores, os principais indicadores são a frequência e a contribuição para o desempenho da unidade de ensino. A frequência é avaliada no cumprimento regular das funções do servidor, de forma presencial, desconsideradas todas as faltas, inclusive as justificadas ou abonadas, além de afastamentos e licenças. As exceções são as férias, licença-maternidade e licença-paternidade e as folgas em razão do trabalho feito para a Justiça Eleitoral.

Investimentos

Vitória tem um ambiente educacional potente e se orgulha do que tem feito pela educação. Tudo para proporcionar para crianças, estudantes e professores um ambiente adequado para o ensino e a aprendizagem. Não é à toa que a cidade se destaca como a capital brasileira mais bem posicionada em educação na edição 2023 do Ranking Connected Smart Cities.

Atualmente, Vitória possui 49 Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis) e 54 Escolas Municipais de Ensino Fundamental (Emefs), uma delas teve sua nova sede entregue em 2022, a Emef Padre Guido, em Jardim Camburi; outra teve a nova sede entregue em fevereiro deste ano, a Emef Paulo Reglus Neves Freire, uma obra que foi aguardada pela comunidade de Inhanguetá por mais de 15 anos.

Estão ainda em andamento na cidade a construção das novas sedes de oito unidades de ensino, e está em construção o 50° Cmei da capital. Desde pequenos reparos, como a reforma de banheiros, a grandes intervenções, incluindo a troca completa de telhado, todas as 103 escolas de Vitória já receberam alguma intervenção em sua estrutura física desde janeiro de 2021.

Tecnologia

Também merece destaque o investimento em tecnologia por meio do programa Conecta VIX. A fim de possibilitar melhores condições de trabalho para os profissionais e mais recursos para aprendizagem dos estudantes, a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Educação, entregou cerca de R$ 70 milhões em equipamentos.

Foram 4.735 notebooks com modem de internet para uso dos profissionais nas unidades de ensino; 3 mil novos computadores de mesa para renovação dos equipamentos que suprem a rede de ensino e estavam defasados; 29 mil tablets com internet para uso de crianças e estudantes; 54 plataformas Tix Letramento para atendimento aos estudantes da Educação Especial.

Avaliar Vitória

Tão ou mais importante do que os demais investimentos são as ações e projetos que têm como princípio norteador a aprendizagem das crianças e estudantes. Para reduzir a distorção idade/série escolar e a evasão escolar, a Secretaria Municipal de Educação instituiu, em julho de 2021, o “Educar para Vitória: Fortalecimento das Aprendizagens”, cujo foco é a alfabetização para os anos iniciais (1º ao 5º ano) e as disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática para os anos finais (6º ao 9º ano) do Ensino Fundamental e da EJA.

O projeto compreende assessoramento pedagógico junto às escolas, formação continuada dos profissionais e reforço escolar para os estudantes da rede municipal matriculados no Ensino Fundamental. O Educar para Vitória: Fortalecimento das Aprendizagens foi pensado para recomposição de aprendizagens de todos os estudantes matriculados no Ensino Fundamental.

2023 © ES Post. Todos os Direitos Reservados.