Anúncio publicitário

Compartilhe

WhatsApp
Facebook
Telegram

ES apresenta menor taxa de desemprego depois de 8 anos

Em comparação de 2015 para 2023, o Espírito Santo registrou a menor taxa de desemprego chegando a 7%. 8 anos atrás o estado registrava 0,9% a mais do que a taxa de desocupação atual. Considerando o período de janeiro a junho deste ano, foram criados mais de 29 mil postos formais de trabalho, contratando 264.261, número maior do que as  demissões que somaram 234.470. 

Em comparação de 2015 para 2023, o Espírito Santo registrou a menor taxa de desemprego chegando a 7%. 8 anos atrás o estado registrava 0,9% a mais do que a taxa de desocupação atual. Considerando o período de janeiro a junho deste ano, foram criados mais de 29 mil postos formais de trabalho, contratando 264.261, número maior do que as  demissões que somaram 234.470. 

Com 16.718 admissões, 14.675 desligamentos e saldo de 2.043, o setor que lida com atividade de prestação de serviços e comércios foi o que mais contratou no mês passado, como: advogados, jornalistas, mecânicos entre outras profissões. Neste ano também foi alcançado o total de quase 2 milhões de trabalhadores ocupados em todo o estado, maior número registrado desde 2012. 

Apesar disso, dados do IBGE indicam que com os números positivos para a conquista capixaba, 770 mil trabalhadores ainda atuam em empregos informais, 506 mil são autônomos, 109 mil são trabalhadores domésticos e 228 mil trabalham no setor público. 

O cenário se deve ao retorno das atividades normais depois da pandemia, que as pessoas retornam aos negócios presenciais e ganham força em serviços essenciais, como a área da saúde, administrativos e industriais.

2023 © ES Post. Todos os Direitos Reservados.