Anúncio publicitário

Compartilhe

WhatsApp
Facebook
Telegram

Espírito Santo é palco do 2º Encontro Brasileiro de Degustadores de Café

O Espírito Santo desponta pela diversidade e pluralidade dos cafés de origem capixaba e foi o Estado escolhido para sediar o 2° Encontro Brasileiro de Degustadores de Cafés – 2°EBDC, que teve início nesta terça-feira (17) e prossegue até esta sexta-feira (20), no município de São Gabriel da Palha. Degustadores de cafés de todo o País estão no Estado para mais uma edição do evento que conta com a participação da Secretaria da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag). Na programação, estão palestras,capacitações técnicas, conferencistas nacionais, internacionais, troca de experiências e a diversidade de aromas e sabores dos cafés capixabas e de todo o Brasil.

O Espírito Santo desponta pela diversidade e pluralidade dos cafés de origem capixaba e foi o Estado escolhido para sediar o 2° Encontro Brasileiro de Degustadores de Cafés – 2°EBDC, que teve início nesta terça-feira (17) e prossegue até esta sexta-feira (20), no município de São Gabriel da Palha. Degustadores de cafés de todo o País estão no Estado para mais uma edição do evento que conta com a participação da Secretaria da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag). Na programação, estão palestras,capacitações técnicas, conferencistas nacionais, internacionais, troca de experiências e a diversidade de aromas e sabores dos cafés capixabas e de todo o Brasil.

Abordando o tema “Um país, muitas origens!”,o encontro tem como foco apresentar e discutir a respeito da qualidade dos cafés brasileirosem toda a diversidade dos perfis sensoriais. O objetivo central é estabelecer uma calibragem ampla a respeito dos diferentes padrões de qualidade dos cafés produzidos de norte a sul do País, para um público de 300 profissionais ligados ao segmento da degustação de cafés.

Para o secretário de Estado da Agricultura, EnioBergoli, a realização desse evento no Estado demonstra o potencial que o Espírito Santo representa para a cadeia da cafeicultura do Brasil, de forma geral.  “Esse evento contou com a presença de renomados degustadores no Espírito Santo, que, com representações do comércio e da indústria, atestam e divulgam sabores e aromas da nossa cafeicultura capixaba e brasileira, que tem a maior diversidade sensorial do mundo. Além disso, tivemos a oportunidade de demonstrar que nossos cafés arábica e conilon evoluem nos aspectos da qualidade e também da sustentabilidade, fatos que consolida e abre mercado para os cafés do Espírito Santo”, comentouBergoli.

O encontro consiste em uma oportunidade de troca de experiências entre renomados especialistas, que compõem os diferentes elos da cadeia de produção e transformação do café no Brasil e no Mundo. Compradores, importadores, torrefadores, degustadores, baristas, cientistas e coffee loversprestigiam essa edição.

O organizador do evento, Lucas Louzada,conta que a principal expectativa é proporcionar um intercâmbio para as pessoas que estão vindo de outros estados e de outras regiões produtoras de café. “É importante para que eles possam conhecer a qualidade dos cafés do Espírito Santo, o café conilon capixaba, café arábica capixaba, etc., isto é, conhecer as nossas histórias, as nossas origens e trocar conhecimento, além de compartilhar informações”, ressaltou.

O evento conta ainda com workshops e oficinas que serão realizados para discutir o estado da arte da produção de cafés de qualidade, arábica e canéfora (robusta e conilon), e seus protocolos de degustação. Um dos pontos altos são as sessões de “cupping” e calibragem sensorial, conduzidas pelo especialista de renome internacional, Silvio Leite.

O extensionista e degustador do Incaper, Tássio Souza, foi o campeão do CuppingTasters Rondônia, e comenta sobre aexperiência inovadora e gratificante do evento. “Foi muito especial trazer esse título para o Espírito Santo e para representação dos degustadores que existem aqui. Isso mostra o quanto os nossos provadores são competentes. O nosso trabalho de prova no Estado é feito com muita dedicação, concentração e entusiasmo”, pontuouSouza. Ele comentou ainda que a experiencia de bons provadores reforça a ideia e a confiabilidade nas provas dos cafés do Espírito Santo, proporcionando uma excelente inserção desses cafés no mercado.

Nesta edição, o Encontro Brasileiro de Degustadores de Café teve curadoria do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo (Ifes), da Embrapa Rondônia e da Associação Brasileira de Classificadores e Degustadores de Cafés (ABCD). A realização ficou por conta do Governo do Estado do Espírito Santo, por meio do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), em parceria com a Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA).

2023 © ES Post. Todos os Direitos Reservados.