Anúncio publicitário

Compartilhe

WhatsApp
Facebook
Telegram

Fapes vai apoiar projetos capixabas em chamada internacional Biodiversa+ 2023-2024

Pesquisadores capixabas da área de biodiversidade já podem submeter propostas na Chamada Transnacional Conjunta Biodiversa+ 2023-2024 – “Soluções Baseadas na Natureza para Biodiversidade, Bem-Estar Humano e Mudanças Transformadoras (BiodivNBS)”. A Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes) aderiu à chamada internacional, que é fruto da parceria entre o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e a Comissão Europeia. 

Pesquisadores capixabas da área de biodiversidade já podem submeter propostas na Chamada Transnacional Conjunta Biodiversa+ 2023-2024 – “Soluções Baseadas na Natureza para Biodiversidade, Bem-Estar Humano e Mudanças Transformadoras (BiodivNBS)”. A Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes) aderiu à chamada internacional, que é fruto da parceria entre o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap), o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e a Comissão Europeia.

A chamada tem por objetivo apoiar projetos colaborativos de pesquisa e inovação, com soluções baseadas na natureza para a biodiversidade, o bem-estar humano e a mudança transformadora. A Parceria Europeia para a Biodiversidade, Biodiversa+, implementada no âmbito do Programa Horizon Europe, é uma rede de organizações que apoiam pesquisas de excelência sobre biodiversidade com impacto nas políticas e na sociedade.

Ao todo, 28 instituições de fomento e 31 países da Comissão Europeia participam da chamada internacional. No Espírito Santo, a Fapes vai apoiar financeiramente dois projetos desenvolvidos por pesquisadores do Estado, com o valor de 50 mil euros para cada. O recurso poderá ser usado conforme os itens financiáveis estabelecidos na Resolução CCAF 217/2018.

Submissão: 

Para serem elegíveis, os consórcios de pesquisa terão de incluir equipes de um mínimo de três países que participam da chamada, incluindo pelo menos duas equipes de Estados-Membros da União Europeia ou de países associados à UE.

De acordo com as diretrizes da Fapes, os proponentes deverão ser coordenadores do projeto, ter titulação mínima de doutor, estar em exercício efetivo da atividade de pesquisa, desenvolvimento ou inovação na instituição executora do projeto, que deve ser uma instituição de Ensino Superior ou Pesquisa localizada no Espírito Santo.

Cronograma: 

  • Prazo para envio de pré-propostas: 10 de novembro de 2023
  • Prazo para envio de propostas completas: 09 de abril de 2024

2023 © ES Post. Todos os Direitos Reservados.