Anúncio publicitário

Compartilhe

WhatsApp
Facebook
Telegram

Investimento de R$ 48 milhões em obras de mobilidade vai contemplar 13 bairros de Vila Velha

Uma importante obra de reurbanização será executada pela Prefeitura de Vila Velha para garantir mais segurança aos usuários das principais avenidas e ruas que integram os bairros Araçás, Jardim Guaranhuns, Guaranhuns, Nova Itaparica, Novo México, Ilha dos Bentos, Praia das Gaivotas, Praia de Itaparica, Vila Nova, Jardim Colorado, Jardim Asteca, Santa Mônica Popular e Brisamar. Trata-se das obras de implantação do Corredor Amarelo de Mobilidade Urbana, que contemplam as avenidas Sérgio Cardoso, Leila Diniz e Vitória Régia e as ruas Copo de Leite, Jorge Risk e Azaleia. 

Uma importante obra de reurbanização será executada pela Prefeitura de Vila Velha para garantir mais segurança aos usuários das principais avenidas e ruas que integram os bairros Araçás, Jardim Guaranhuns, Guaranhuns, Nova Itaparica, Novo México, Ilha dos Bentos, Praia das Gaivotas, Praia de Itaparica, Vila Nova, Jardim Colorado, Jardim Asteca, Santa Mônica Popular e Brisamar. Trata-se das obras de implantação do Corredor Amarelo de Mobilidade Urbana, que contemplam as avenidas Sérgio Cardoso, Leila Diniz e Vitória Régia e as ruas Copo de Leite, Jorge Risk e Azaleia.

O investimento de R$ 48.626.863,75 prevê 13 quilômetros de requalificação de vias, com recapeamento, implantação de calçadas padronizadas, ciclovias, sinalização viária, entre outras intervenções, beneficiando pedestres, ciclistas e motoristas.

Na última quarta-feira (1°), o prefeito Arnaldinho Borgo apresentou o projeto aos moradores, durante evento realizado na rua Antônio Nascimento, em Santos Dumont, que contou com a participação de secretários municipais, vereadores e lideranças comunitárias. Na sequência, assinou a ordem de serviço autorizando o início das obras, que serão executadas pela empresa Serrabetume Engenharia LTDA, com prazo de conclusão de dois anos.

“Essa é uma obra importante, de quase R$ 49 milhões, pensada para garantir o deslocamento com segurança dos pedestres, ciclistas e motoristas, levando mais qualidade de vida à nossa população. Uma obra que vai transformar toda a comunidade e melhorar a vida das pessoas que utilizam as vias contempladas com as melhorias em mobilidade urbana”, ressaltou Arnaldinho Borgo.

Ciclovias

O prefeito explicou também que o Corredor Amarelo vai ser interligado ao Corredor Verde, que já está com obras em execução e contempla as avenidas Salgado Filho e João Mendes e vias auxiliares, em um percurso de aproximadamente 11 quilômetros e investimento de R$ 41 milhões. “Serão mais de 20 quilômetros de ciclovias construídas ao longo dos corredores e que vão interligar a cidade inteira”, informou.

A secretária municipal de Obras e Projetos Estruturantes, Menara Cavalcante, destacou que as intervenções são frutos de muito planejamento e diálogo envolvendo diferentes secretarias e as comunidades. “Estamos dando início à continuidade dos corredores de mobilidade urbana, construídos em conjunto com as Secretarias de Desenvolvimento Urbano e Mobilidade e de Trânsito, que foram frutos de debates intensos de como melhorar a fluidez e a segurança do trânsito em Vila Velha. É um projeto para fazer a interligação de Vila Velha, dando mobilidade aos pedestres, ciclistas e motoristas de veículos”.

Menara Cavalcante reforçou que, durante a execução das obras, a prefeitura busca sempre minimizar possíveis transtornos momentâneos à população em geral, com a sinalização dos trechos que estarão recebendo as intervenções. “Nossa ação visa causar o menor transtorno possível para os moradores e comerciantes da região. Por isso, pedimos um pouco de paciência a todos, já que o transtorno será temporário para que o benefício permanente fique para a comunidade, com a melhoria da mobilidade urbana”, concluiu.

Comerciante na avenida Vitória Régia, uma das vias que vai passar por intervenções, Rossana Kelly de Alcântara Dias elogiou a implantação do Corredor Amarelo. “Para nós, comerciantes e moradores, será excelente. Vai beneficiar todo mundo”, observou.

Saiba mais:

Corredor Amarelo de Mobilidade Urbana: 

Vias: Serão 13 quilômetros de obras de requalificação de vias, comtemplando a avenida Sérgio Cardoso, avenida Leila Diniz, rua Copo de Leite, rua Jorge Risk, avenida Vitória Régia e rua Azaleia. Envolve recapeamento, implantação de calçada cidadã e ciclovias, sinalização viária, entre outras intervenções, com investimento de R$ 48.626.863,75.

Bairros: contempla Araçás, Jardim Guaranhuns, Guaranhuns, Nova Itaparica, Novo México, Ilha dos Bentos, Praia das Gaivotas, Praia de Itaparica, Vila Nova, Jardim Colorado, Jardim Asteca, Santa Mônica Popular e Brisamar.

Corredor Verde de Mobilidade Urbana:

Vias: O Corredor Amarelo vai ser interligado ao Corredor Verde, que já está com obras em execução e contempla as avenidas Salgado Filho e João Mendes e vias auxiliares, como av. Capixaba e ruas Almirante Tamandaré e Machado de Assis (trechos), em um percurso de aproximadamente 11 quilômetros de malha viária e investimento de R$ 41 milhões.

Obra em execução: Iniciada em junho deste ano, as obras do Corredor Verde têm prazo de execução de 18 meses e incluem calçamento, recapeamento, sinalização e ciclovias, entre outras intervenções.

Bairros: abrange Santa Mônica, Soteco, Cocal, Glória, Divino Espírito Santo e Praia das Gaivotas.

2023 © ES Post. Todos os Direitos Reservados.