Anúncio publicitário

Compartilhe

WhatsApp
Facebook
Telegram

Nova Orla da Grande São Pedro está com 50% das obras concluídas

Para marcar a execução de 50% das obras de reurbanização da Orla da Grande São Pedro (Fase 1A), foi realizada uma visita técnica ao canteiro de obras, na manhã desta segunda-feira (14), e o prefeito Lorenzo Pazolini acompanhou a concretagem de mais um trecho do novo deque.

O investimento para a requalificação da Orla Noroeste é de R$ 96.033.385,96, com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), e contempla a reurbanização da orla dos barros São Pedro e Ilha das Caieiras, totalizando 1,16 km.

Nesse trecho, serão construídos estacionamento, passeio contínuo com calçada, ciclovia, deques, arquibancadas alagáveis, rampas, cinco atracadouros e feito paisagismo.

A área será beneficiada, ainda, com a construção do Centro de Pescado; um anexo para o Museu do Pescador, na praça do Caboré; queimadores de mariscos; área de manutenção de barcos; praça da quadra; e Rua Viva, implantada na Rua Felicidade Correa dos Santos.

O objetivo é recuperar a região com a requalificação de espaços públicos, por meio do desenho urbano da orla com calçadas, ciclovias, píeres, atracadouros, jardins, mobiliário urbano, implantação e reforma de equipamentos públicos, bem como de ações de melhoria da mobilidade urbana da região e o fomento das atividades econômicas.

2ª Etapa

Na última sexta-feira (11), foi publicado o edital para contratação de empresa ou consórcio para elaboração de projetos e execução de obras da 2ª etapa do Projeto de Reurbanização da Orla da Grande São Pedro, que contempla a reurbanização das orlas de quatro bairros: Santo André; Redenção; Nova Palestina e Resistência, totalizando 4,04 quilômetros.

O orçamento é de no máximo R$ R$ 110.784.586,55, com 28 meses de obras na modalidade de contratação integrada, e recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento – BID.

“Em um futuro próximo, vamos sair da praça Dom João Batista, na Ilha das Caieiras até Resistência, caminhando pela orla, passando por Santo André, Redenção e Nova Palestina. Apreciando as belezas da Grande São Pedro. Na última sexta-feira, lançamos o edital da segunda etapa da obra. Hoje, estamos aqui acompanhando a conclusão de 50% das intervenções dessa primeira etapa”, disse o prefeito Lorenzo Pazolini.

“A maioria dos capixabas não conhece o mais belo por do sol do Brasil, temos ainda culinária, gastronomia, arte e história. Com essas intervenções vamos potencializar tudo isso trazendo infraestrutura para os moradores e turistas, transformando essa região em um ponto turístico, com restaurante, museu, centro de pescado, queimadores de siris, praças, parques infantis, passarelas, ciclovia, estacionamentos, píeres, flutuantes e deque”, anunciou o prefeito.

Andamento das obras

No trecho de São Pedro até a Ilha das Caieiras, o antigo deque foi demolido e as fundações estão quase concluídas. Das 670 estacas previstas de serem cravadas na maré, 574 já foram executadas. Sobre as estacas 40% das lajes que formam o deque já estão concretadas. Estão em andamento ainda a pavimentação, drenagem, esgotamento sanitário, o Museu do Pescador, o centro de pescado, o queimador de mariscos e a rua Viva.

O Projeto Orla da Grande São Pedro foi lançado em 2013, e para a sua elaboração, a PMV realizou um Concurso Público Nacional de Estudos Preliminares. Em 2015, os projetos foram elaborados. Dez anos após o lançamento as obras iniciaram.

O projeto abrange o litoral da Ilha de Vitória desde o Parque Tancredão até o Bairro Jabour e foi dividido em duas fases e abrange aproximadamente 15,5 km da orla, atingindo 25 bairros, com cerca de 89.000 habitantes (IBGE, 2010). A fase 1 foi subdividida em fase 1A (São Pedro e Ilha das Caieiras – 1,16 km) e a fase 1B (Santo André até Resistência – 4,04 km).

 

2023 © ES Post. Todos os Direitos Reservados.