Anúncio publicitário

Compartilhe

WhatsApp
Facebook
Telegram

Novo exame para identificar o Alzheimer chega ao Brasil

Chega esta semana ao Brasil, um exame americano que identifica a doença de Alzheimer em estágios precoces. A PrecivityAD2, identifica a doença a partir de uma amostra de sangue e a iniciativa de colocá-la no mercado brasileiro é do grupo Fleury. Esse procedimento, por hora, não vai contar com a cobertura de nenhum convênio médico e custa em média R$3,6 mil. O valor é quase três vezes mais barato que o PET amilóide - exame de imagens - que também possui a mesma finalidade de identificação dos casos da doença. 

Chega esta semana ao Brasil, um exame americano que identifica a doença de Alzheimer em estágios precoces. A PrecivityAD2, identifica a doença a partir de uma amostra de sangue e a iniciativa de colocá-la no mercado brasileiro é do grupo Fleury. Esse procedimento, por hora, não vai contar com a cobertura de nenhum convênio médico e custa em média R$3,6 mil. O valor é quase três vezes mais barato que o PET amilóide – exame de imagens – que também possui a mesma finalidade de identificação dos casos da doença. 

Segundo o neurologista, Aurélio Pimenta Dutra, o exame será uma análise de proteínas que se relacionam com a doença de Alzheimer recolhidas na medula espinhal, a beta-amiloide, tau e tau fosforilada. Com uma técnica chamada de espectrometria de massa que possui o diferencial de detectar mínimas variações que essas proteínas podem ter.

O exame não é recomendado para check-up e deve ser aplicado em pacientes que já possuem sinais e sintomas da enfermidade. Para aqueles que realizarem o teste, o resultado é liberado em até 20 dias. 

2023 © ES Post. Todos os Direitos Reservados.