Anúncio publicitário

Compartilhe

WhatsApp
Facebook
Telegram

Restaurante Popular de Vitória será aberto no início de julho

O restaurante popular da Prefeitura de Vitória será reaberto no início de julho. O anúncio foi do prefeito Lorenzo Pazolini durante visita às obras de reforma e reestruturação do prédio na manhã desta quinta-feira (23).

Com 80% das intervenções concluídas, as obras de reforma e reestruturação do Restaurante Popular, localizado na Rua Hermes Curry Carneiro, nº 31, na Ilha de Santa Maria, recebem o investimento de R$ 3 milhões.

“O restaurante vai atender as pessoas mais carentes. Este equipamento público é essencial para uma grande parcela da população e vamos reativá-lo em caráter permanente, para que nunca mais na história dessa cidade, ele seja fechado e retirado direito das pessoas de se alimentar”, afirmou o prefeito Lorenzo Pazolini.

“Essa reforma e reestruturação do restaurante está sendo feita no mesmo padrão das reformas e construções das nossas escolas, unidades de saúde e demais prédios. Termos um ambiente acolhedor, onde as pessoas serão tratadas com sensibilidade e empatia. Fico muito feliz em ser o portador dessa notícia”, completou o prefeito.

Para a secretária de Assistência Social, Cintya Schulz, o Restaurante Popular é um equipamento público muito importante para a Segurança Alimentar e Nutricional. “Temos trabalhado para entregar o melhor para nossa população, com foco nas famílias que mais precisam”, enfatizou ela.

Reestruturação

O Restaurante Popular foi implantado em dezembro de 2005. Em 2012, foi inaugurada a sede própria na Ilha de Santa Maria e as atividades interrompidas em dezembro de 2016. Desde então, o imóvel está fechado.

Sua reabertura visa garantir o acesso a refeições nutricionalmente adequadas a preços acessíveis e diferenciados de acordo com o perfil socioeconômico do usuário, servindo refeições diariamente e ofertando atividades de educação alimentar e nutricional.

A reforma contempla a reestruturação de todo o prédio com salas de administração, nutricionista e assistente social, áreas para recebimento e preparo de alimentos, depósitos, câmara fria e estoque, cozinha industrial, vestiário de funcionários e banheiros.

As intervenções contem, ainda, itens de sustentabilidade como uso de lâmpadas de LED, utilização de torneiras de pressão com arejadores, bem como redutores de vazão para economia de água e atendem a Lei Orgânica da Segurança Alimentar e Nutricional – Losan Lei nº. 11.346/2006, na qual o restaurante enquadra-se como unidade de proteção alimentar. E atende ainda a Lei Municipal 8.401/2012 – Sisan Vix.

Notícias Recentes

Anúncio publicitário

2023 © ES Post. Todos os Direitos Reservados.