Anúncio publicitário

Compartilhe

WhatsApp
Facebook
Telegram

Setembro Amarelo: saiba onde buscar apoio em Vila Velha

Dedicada à conscientização sobre a prevenção do suicídio, acontece, há nove anos no Brasil a campanha Setembro Amarelo, criada por entidades que desenvolvem trabalhos e estudo sobre o tema. Em Vila Velha, os equipamentos de saúde estão à disposição dos munícipes que precisam de apoio para tratamento de transtornos mentais.

Dedicada à conscientização sobre a prevenção do suicídio, acontece, há nove anos no Brasil a campanha Setembro Amarelo, criada por entidades que desenvolvem trabalhos e estudo sobre o tema. Em Vila Velha, os equipamentos de saúde estão à disposição dos munícipes que precisam de apoio para tratamento de transtornos mentais.

Na cidade, as Unidades de Saúde são a porta de entrada para o munícipe que busca apoio. É nelas que vai acontecer o primeiro acolhimento e o agendamento para o início do acompanhamento e, se a equipe multiprofissional entender que é um transtorno grave persistente, há o encaminhamento para o Centro de Atenção Psicossocial de Vila Velha (Caps).

No Caps, o atendimento é feito por uma equipe multiprofissional, composta por psicólogos, assistentes sociais, enfermeiros, terapeuta ocupacional, farmacêutico, médicos e auxiliares de enfermagem. No caso de necessidade de internação, a Secretaria de Saúde de Vila Velha tem parceria com o Governo do Estado que regula e disponibiliza as vagas para as internações.

Problema de saúde pública
Dados da OMS apontam que, no Brasil, a estimativa é de 14 mil casos de suicídio por ano.

O psicólogo Joselio Demuner defende que o alerta da campanha Setembro Amarelo não é apenas para o número alarmante de casos, mas, sobretudo, para informar que a prevenção é possível e se faz em conjunto entre setores do governo e sociedade civil.

“Setembro se tornou um período em que a população brasileira, profissionais de saúde e todas as outras áreas fortalecem as ações em torno do tema, entretanto, a prevenção deve ocorrer todo o ano”, diz.

O psicólogo explica que a prevenção se dá tanto com condutas sociais pautadas a partir de novo olhar para comportamento suicida, quanto por meio de intervenções profissionais assertivas quanto às linhas de cuidado.

“É preciso garantir o envolvimento de toda sociedade de modo amplo, com base em informações que auxiliem a superação de equívocos e condições de oferta de apoio e suporte como identificação e diagnóstico adequado, manejo e acompanhamento por profissionais capacitados”.

Acolhimento e respeito
Pessoas em sofrimento devem ser acolhidas e ter seus sentimentos respeitados. São atitudes que podem gerar outras formas de lidar com o problema vivenciado, aponta o psicólogo Josélio Demuner. Clique aqui e confira informações sobre as Unidades de Saúde em Vila Velha.

Tribuna livre
O tema Setembro Amarelo será abordado na participação do psicólogo Josélio Demuner na Tribuna Livre, na Câmara Municipal de Vila Velha, nesta segunda-feira (18), às 17h. O convite foi feito pela Frente Parlamentar em Defesa dos Servidores Públicos de Vila Velha.

O especialista integra, há cinco anos, a Área Técnica de Saúde Mental de Vila Velha.

2023 © ES Post. Todos os Direitos Reservados.