Anúncio publicitário

Compartilhe

WhatsApp
Facebook
Telegram

Vila Velha promove recolhimento e destinação adequada de eletroeletrônicos

A Prefeitura de Vila Velha, por meio da Secretaria de Serviços Urbanos, possui um serviço importante para a comunidade, que visa recolher e doar eletrônicos passíveis de conserto para pessoas cadastradas no CadÚnico. Essa iniciativa se concretiza por meio de um Acordo de Cooperação Técnica estabelecido com a Associação Brasileira de Reciclagem de Eletroeletrônicos e Eletrodomésticos (ABREE). O objetivo é assegurar o descarte adequado de aparelhos eletrônicos gerados na cidade, contribuindo assim para a preservação do meio ambiente.

A Prefeitura de Vila Velha, por meio da Secretaria de Serviços Urbanos, possui um serviço importante para a comunidade, que visa recolher e doar eletrônicos passíveis de conserto para pessoas cadastradas no CadÚnico. Essa iniciativa se concretiza por meio de um Acordo de Cooperação Técnica estabelecido com a Associação Brasileira de Reciclagem de Eletroeletrônicos e Eletrodomésticos (ABREE). O objetivo é assegurar o descarte adequado de aparelhos eletrônicos gerados na cidade, contribuindo assim para a preservação do meio ambiente.

Neste acordo, a Prefeitura assume a responsabilidade pelo armazenamento dos resíduos eletrônicos, enquanto a ABREE se encarrega de efetuar a destinação final desses materiais. Esta ação está alinhada com o Programa Nacional de Resíduos Sólidos, estabelecido pela Lei 12.305/2010, que tem sido progressivamente implementado no município com o intuito de promover um ambiente mais limpo e ecologicamente correto em Vila Velha.

Os eletrônicos que podem ser descartados incluem gabinetes, notebooks, teclados, caixas de som, condicionadores de ar, televisores, vídeo games, monitores, impressoras e outros aparelhos do gênero. Vale ressaltar que, no caso de lâmpadas, pilhas e baterias, a responsabilidade pelo descarte adequado recai sobre o gerador desses materiais. No entanto, há pontos de coleta em supermercados, shoppings e lojas de eletrônicos, que realizam a logística reversa encaminhando esses itens para a empresa de origem.

Raphael do Nascimento, secretário de serviços urbanos, enfatiza que essa iniciativa não só contribui para a preservação ambiental, mas também desempenha um papel importante na esfera social. “Em 2022, foram recolhidos 320 aparelhos eletrônicos, e em 2023 já ultrapassamos a marca de 200, com a perspectiva de superar o total do ano anterior até o final deste ano”, destacou o secretário.

Para os munícipes que desejam realizar o descarte adequado de eletrônicos, existem duas opções: é possível agendar a entrega por meio da Ouvidoria Municipal, através do telefone 162, ou fazer a entrega voluntária na Central de Serviços localizada na avenida Carlos Lindenberg, n° 5.041, Jardim Marilândia – antiga fábrica de manilhas da PMVV. O horário para o descarte é de segunda a sexta, das 9 às 16h, e aos sábados, das 8 às 10h.

É importante ressaltar que o descarte inadequado de eletrônicos pode causar degradação ambiental e representar um risco para a saúde pública. Esses materiais contêm substâncias tóxicas, como chumbo, mercúrio e berílio, que demoram consideravelmente para se decompor naturalmente, contribuindo para a acumulação de produtos químicos prejudiciais ao meio ambiente ao longo de séculos. Assim, ao realizar o descarte correto, cada cidadão pode contribuir significativamente para a manutenção da limpeza e da saúde do município.

2023 © ES Post. Todos os Direitos Reservados.